Administração de imóveis: como funciona?

Administração de imóveis: como funciona?

Muita gente me pergunta sobre a função do corretor ou imobiliária na administração de um imóvel alugado. Resolvi fazer este post justamente para esclarecer algumas dúvidas frequentes. Vamos a elas:

Quem pode administrar um imóvel alugado?

Tanto pode ser o proprietário do imóvel, como uma imobiliária ou corretor devidamente regularizado no CRECI.

No caso de um imóvel ou corretor administrando, quais funções estão envolvidas?

A imobiliária ou o corretor, ao ser agenciado para a função, tem as seguintes responsabilidades:

- Divulgar o imóvel em meios próprios ou contratados;

- Lidar com todos os trâmites burocráticos envolvendo o contrato de locação;

- Coletar mensalmente o pagamento da locação e IPTU e zelar para que não haja inadimplência;

- Zelar e cobrar, se necessário, pela a entrega do imóvel em condições estruturais e de limpeza idênticas antes do início da locação;

- Ser o intermediário, entre o proprietário e o inquilino, no intuito de resolver eventuais problemas estruturais do imóvel não previstos em contrato;

Quais são os honorários a serem cobrados pelo corretor/imobiliária?

Como pagamento à prestação de serviços realizada, o CRECI recomenda que o primeiro aluguel seja concedido integralmente ao corretor/imobiliária. Após o segundo aluguel, o honorário pago deve corresponder a 10% do valor do aluguel.  A taxa pode ser abatida do Imposto de Renda.

Tem mais alguma dúvida? Pode perguntar!

8 Responses to “Administração de imóveis: como funciona?”

  1. daniella nogueira says:

    quando a imobiliária faz a primeira locação e recebe o primeiro aluguel e o inquilino não permanece no imóvel e a imobiliaria tem de alugar novamente com quem fica este primeiro aluguel do inquilino que mudou-se?

    • José Neves says:

      Olá Daniella,

      É um caso complexo. Isso vai depender do arranjo feito no contrato.
      A imobiliária considera o primeiro aluguel como pagamento dos honorários referentes ao trâmite da locação. Se este trabalho foi feito e o contrato teve sua vigência iniciada o dinheiro fica na imobiliária. No entanto, é possível que haja alguma cláusula que preveja a devolução em caso de desistência do inquilino em algum prazo estabelecido pelas partes.

      Se a inquilina rescindiu o contrato é preciso prever uma multa em contrato para segurança do locador também. O ideal é rever o contrato e buscar uma solução negociada para que não haja batalhas jurídicas desnecessárias.

      Obrigado pelo comentário.

  2. tiago says:

    Olá

    quando vamos alugar um imovel a imobiliaria
    faz uma pesquisa junto aos orgão de proteção ao crédito
    e se não é efetuado algum pagamento no prazo
    o advogado da empresa liga, enfim..

    minha duvida é a seguinte:

    uma imobiliaria é responsavel junto ao locador quando não exista o pagamento (tipo é a imobiliaria que paga)?

    • José Neves says:

      Olá Tiago,

      Não. Algumas imobiliárias praticam esse procedimento como diferencial de mercado, mas a legislação não obriga.
      Quem deve arcar pelo não pagamento são as garantias previstas no contrato (fiador, seguro fiança ou caução).

      um abraço

  3. joao silva says:

    quando eu alugo o imovel por uma corretora, o locatário é obrigado a pagar o aluguel antecipadamente do mês que ele vai morar e assim por diante.
    grato

    jls

    • José Neves says:

      Olá João,

      Isso varia conforme a natureza do contrato.
      Tanto pode ser pago antecipadamente quanto após o cumprimento do primeiro mês.
      Tal característica é negociável.

      Um abraço.

  4. klaus lincoln says:

    olá, aluguei uma casa e o inquilino me adiantou 30 dias de aluguel, porém o mesmo alegando dificuldades do local desistiu de alugar a casa , obs: o inquilino alugou dia 15 de abril e desistiu dia 22 de abril devo descontar os dias desse aluguel pois o mesmo quer o dinheiro de volta o que faço…voceis podem me ajudar???

    • José Neves says:

      Olá Klaus,

      Geralmente, em casos como esse, deveria haver por parte do inquilino o pagamento de multa pela quebra de contrato antes do previsto.
      No entanto, por uma questão de bom senso, já que o tempo de permanência foi mínimo, subtraia do valor pago a locação devida por esta semana de vigência e o restante devolva. Este é meu conselho.

Tem alguma dúvida? Faça sua pergunta logo abaixo!

Mas antes de comentar, lembre-se:


- O blog do Neves é uma iniciativa voluntária da Neves Imóveis

- Antes de perguntar, consulte a área de comentários. É possível que sua dúvida já tenha sido respondida

- Devido ao grande número de comentários, respondemos por amostragem. Portanto, seu comentário pode não ser respondido

- Como consultores imobiliários, não temos o embasamento necessário para responder dúvidas complexas da esfera jurídica. Contrate um advogado.

- Por fim, prevalece o ditado "cavalo dado não se olha os dentes". Teremos o prazer em servir, mas com o devido respeito ao nosso trabalho e a nossa disponibilidade.